Autor: Marcus Rizzo

R$ 40,00

Envio em arquivo PDF via e-mail

15 páginas




ORIENTANDO A ESTRUTURA ORGANIZACIONAL PARA O NEGÓCIO FRANQUIA
Nesta edição você entenderá porque aquela tradicional estrutura padrão, conhecida como árvore de natal com centenas de penduricalhos amarrados é totalmente inútil para o gerenciamento de uma rede franqueada.

TEORIA ORGANIZACIONAL DA FRANQUIA
Quanto menor o número de níveis hierárquicos entre os franqueados e a administra-ção maior será a aproximação do consumidor final. A premissa é simples: “se você não está servindo o consumidor, deveria servir alguém que esteja”.

Aumentar o volume e a qualidade dos serviços para a rede depende essencialmente da formação de parcerias. Este pode ser um conceito bastante gasto para organizações tradicionais, mas para franquias é a chave para o desenvolvimento e crescimento do negócio.

O QUÊ NÃO FUNCIONA E O QUÊ REALMENTE DÁ CERTO?
É comum encontrarmos grandes organizações franqueadoras que possuem uma “área de franquias”. Parece redundante, algo como uma empresa de sorvetes ter uma área de sorvetes, mas para estas organizações a franquia é um apêndice na estrutura.
Franquia é por sua própria natureza: “uma estrutura organizacional desenvolvida para um crescimento contínuo através da duplicação, de um mercado para outro, do mesmo protótipo”. Um modelo de estrutura organizacional que funcione tem que estar alicerçado no conhecimento do franqueador sobre o negócio que é administrado pelo franqueado, a franquia.

PLANEJAMENTO DO QUADRO DE PESSOAL
Padrões internacionais identificam a relação ótima entre quantidade de pessoas na organização franqueadora e o número de franquias para gerenciar. Em redes novas com até 50 franquias o padrão é de um homem para cada quatro franquias instaladas. Para redes com mais de 500 franquias esta relação cai para um homem para cada 14 franquias.

Na edição completa você conhecerá detalhadamente as atribuições de cada cargo da estrutura organizacional de uma franquia com:

  • PRESIDENTE
    Área de Responsabilidade: responsável direto pela empresa franqueadora e pela rede franqueada como um todo.
  • DIRETOR DE MARKETING
    Área de Responsabilidade: marketing do negócio e expansão da rede franqueada.
  • DIRETOR DE INSTALAÇÕES (REAL ESTATE)
    Área de Responsabilidade: expansão imobiliária do negócio e administração da construção das unidades franqueadas.
  • DIRETOR DE OPERAÇÕES
    Área de Responsabilidade: capacitação de franqueados e gerenciamento da rede de franquias e unidades próprias em operação.
  • DIRETOR DE PRODUTOS
    Área de Responsabilidade: novos produtos e relacionamento com fornecedores.
  • DIRETOR DE ADMINISTRAÇÃO
    Área de Responsabilidade: administração e gerenciamento do negócio da empresa franqueadora e das franquias.


DEZ MANDAMENTOS PARA O SUCESSO DE UMA ORGANIZAÇÃO FRANQUEADORA

Jim Peterson, Chairman e CEO (Chief Executive Officer) da Whataburguer Inc, desenvolveu os dez mandamentos para cuidar com sucesso de uma organização franqueadora:

1. Liderança
2. Permanência no negócio do qual entende
3. Desenvolver e manter um único nicho de mercado
4. Manter-se em contato com o cliente franqueado e o consumidor
5. Busca contínua de princípios e fundamentos de gerenciamento
6. Manter a organização forte
7. Livre da intervenção governamental
8. Desenvolver responsabilidade fiscal
9. Desenvolvimento estratégico
10. Escolha de vencedores.